1. Glossário > Classe de ativos
  2. Mercados emergentes
Menu
Glossário > Classe de ativos

Mercados emergentes

Mercados emergentes

O termo «mercados emergentes» foi cunhado na década de 80 do século XX para designar os países em desenvolvimento que oferecem oportunidades aos investidores. Os países que apresentam maior potencial de crescimento do que os países desenvolvidos, devido ao rápido desenvolvimento económico e demográfico, são geralmente considerados países de mercados emergentes. Assim, investir em mercados emergentes oferece a perspetiva de retornos atrativos, ao passo que a correlação relativamente baixa com os mercados desenvolvidos significa que são uma forma eficaz de diversificar uma carteira. Contudo, podem comportar um nível de risco mais elevado do que os mercados desenvolvidos, devido a questões relacionadas com as taxas de câmbio, a liquidez, a governança económica e política e uma possível falta de segurança jurídica.

Dada a complexidade e as características únicas que apresentam, o conhecimento especializado sobre mercados locais é essencial para quem pretende investir em mercados emergentes. Assim, os fundos de investimento geridos por profissionais especializados continuam a ser a forma preferida de ganhar exposição aos mercados emergentes.

Uma vez que este universo de investimentos se está a tornar cada vez mais importante nas carteiras, o mundo financeiro criou acrónimos para tentar agrupar certos mercados emergentes com características semelhantes. Em 2001, por exemplo, Jim O'Neill, na altura economista-chefe da Goldman Sachs, cunhou o termo «BRIC» para designar os principais países de mercados emergentes: Brasil, Rússia, Índia e China. A África do Sul foi acrescentada alguns anos mais tarde, dando origem ao acrónimo BRICS. Mais recentemente, O'Neill cunhou o termo «MINT» para designar México, Indonésia, Nigéria e Turquia, que são os principais mercados emergentes depois dos BRIC. Por último, há também o «CIVETS», um acrónimo criado pelo HSBC para designar as economias emergentes de alto potencial: Colômbia, Indonésia, Vietname, Egito, Turquia e África do Sul.

Ações emergentes da UBP
As nossas áreas de especialização

Conhecimentos especializados em investimento

Descubra todas as nossas áreas de especialização em serviços de investimento.