1. Competências de Investimento
  2. Ações europeias de pequena capitalização
Menu
Competências de Investimento

Ações europeias de pequena capitalização

Ações europeias de pequena capitalização

O universo europeu de pequena e média capitalização oferece uma ampla gama de oportunidades de investimento em empresas com fortes posições em nichos de mercado em crescimento.



Tradicionalmente, as empresas mais pequenas proporcionam taxas de crescimento e retornos de investimento mais elevados no longo prazo. Estas empresas beneficiam de uma maior exposição a bolsas de mercado que contribuem para níveis mais elevados de inovação, ruturas e gastos em I&D que estimulam níveis mais elevados de crescimento e tendem a proporcionar aos investidores uma exposição pure play às principais tendências perduráveis de crescimento. Além disso, à medida que as pequenas capitalizações aumentam e as empresas crescem e apresentam capitalizações de mercado mais elevadas, o prémio de risco de liquidez que lhes está associado quando são pequenas reduz-se ao longo do tempo, contribuindo para retornos superiores.

Oportunidades

  • O universo europeu de pequenas empresas tem maior exposição do que o das empresas de grande capitalização a empresas mais inovadoras e disruptivas em setores como os da tecnologia, dos equipamentos de saúde, da engenharia, da tecnologia verde, dos serviços de comunicação e do retalho online. Além disso, tem menor exposição a áreas mais tradicionais e da velha economia de mercado, tais como bancos, seguros, petróleo e gás, telecomunicações, serviços públicos e automóveis. 
  • Esta exposição a áreas do mercado mais orientadas para o crescimento tem ajudado a apoiar empresas mais pequenas, o que não se limitou ao ano de 2020. Acreditamos que continuará a levar a um maior crescimento dos ganhos no longo prazo.   
  • É fundamental que as empresas mais pequenas adotem uma abordagem seletiva para identificar as grandes empresas do futuro no quadro de um amplo universo de investimento. Os níveis de cobertura dos analistas são baixos e as classes de ativos carecem de maturidade na Europa. Isto leva a ineficiências que podem dar aos investidores experientes pontos de entrada de avaliação atrativos.

Estratégia, filosofia e processo de investimento

O enfoque principal da estratégia é investir em empresas altamente financiadas, bem geridas, competitivas, de pequena e média dimensão, que demonstrem uma forte capacidade de sustentar retornos atrativos sobre o capital e que o gestor acredite terem boas perspetivas de crescer e tornar-se empresas maiores durante o horizonte temporal do investimento.

O gestor investirá em 40 a 60 empresas, garantindo que cada participação tem uma dimensão significativa na carteira e que proporciona lucros de diversificação suficientes no final deste espetro de capitalização de mercado.

A nossa abordagem ao investimento centra-se em modelos de negócio sustentáveis, de qualidade e de crescimento: empresas altamente financiadas, bem geridas, com vantagens competitivas, com retornos elevados ou crescentes e expostas a fortes motores de crescimento tendencial nos respetivos mercados finais. Entre os motores de crescimento no longo prazo contam-se os avanços tecnológicos, as mudanças industriais disruptivas, as soluções para um planeta melhor, a vida saudável, a consolidação e a regulação.

European_equities_graph_PT.png

No âmbito do nosso processo de investigação fundamental, envolvemo-nos ativamente com as equipas de gestão em matérias como a análise ambiental, social e de governança (ESG) integrada e o reforço do compromisso com empresas que não são abrangidas pelo nosso parceiro de investigação MSCI ESG Research. Desta forma, obtemos insights adicionais sobre o progresso que está a ser feito no que toca aos critérios ESG e à sustentabilidade.

O nosso meticuloso processo de identificação tira proveito da nossa própria lista de empresas candidatas, bem como da utilização extensiva de outros sistemas, e procura identificar características específicas, tais como o crescimento de qualidade, joias escondidas ou I&D de grande capacidade e produtiva.

O investimento em pequenas e médias empresas de crescimento sustentável exige um envolvimento regular com as equipas de gestão de todas as empresas e sociedades gestoras de participações sociais candidatas que permita avaliar os respetivos fundamentos empresariais e o progresso no planeamento estratégico. Nas nossas discussões com estas equipas, fazemos uma ampla avaliação do posicionamento competitivo, da dinâmica de crescimento do setor, das estruturas operacionais, da escalabilidade do modelo de negócio, das prioridades de alocação de capital e do posicionamento do balanço, bem como da abordagem da empresa aos critérios ESG e à estratégia de sustentabilidade.   

Organizamos envolvimento direto adicional com empresas que não são avaliadas pelo nosso parceiro de investigação ESG – geralmente, empresas que estão numa posição mais baixa do espetro do mercado de capitalização, que emitem ações livres menores ou que começaram recentemente a ser cotadas – ou empresas com tendências de classificação ESG insuficientes ou negativas. O objetivo das discussões é obter mais informação sobre a abordagem da empresa aos critérios ESG e sobre a estratégia geral de sustentabilidade. A nossa estrutura de envolvimento ESG apresenta uma série de pontos de discussão que são revistos de forma sistematizada e monitorizados, de modo a avaliarmos quais são as áreas em que existe progresso e quais são as áreas em que é necessária mais atenção. 

Contacte-nos

Deseja saber mais sobre as ações europeias?

Entre em contacto com os nossos especialistas

Codiretor de Ações Pan-Europeias

Scott Meech

Scott Meech integrou a UBP em 2010 e é Codiretor de Ações Pan-Europeias juntamente com Rob Jones. Tem 30 anos de experiência em investimentos. Meech geriu sete carteiras institucionais do Reino Unido na Threadneedle. É formado em Economia pela City University London.

Ações de pequena capitalização europeias, Gestor Sénior de Carteiras

Charlie Anniss

Charlie Anniss integrou a UBP em 2016 para lançar um fundo de ações europeu de pequena capitalização e apoiar a equipa em ações de pequena e média capitalização. Concluiu a licenciatura em Francês e Espanhol na Universidade de Bristol em 2000. É analista financeiro certificado.

Ler mais

Clientes institucionais

Contando com uma equipa de mais de 200 pessoas, a UBP Asset Management conquistou a presença no terreno nos principais mercados mundiais graças a um crescimento orgânico e a parcerias selecionadas.

A nossa gama de fundos

Fundos

Ver todos os nossos fundos.

Insight 05.09.2022

How can agricultural machinery optimisation help cut global emissions?

CO2 emissions from the agricultural sector account for 20% of total global emissions.